21 de set de 2009

UP! Eu vi.

  Sinceramente eu vou morrer sem entender esse preconceito babaca com a Pixar e com a animação em geral. Eu achando que com Wall-E, a Pixar já tinha se firmado como produtora de animações (passando um belo risco na palavra "infantil") eu levo um belo esporro ao ainda ver, que quando lancei a idéia para ver UP no cinema, me falaram que era filme infantil, blá, blá, blá, coisa de criança. Mas no final, eu e meus amigos acabamos indo, de tanto eu insistir.


  Quem convive comigo sabe que eu estava morrendo de vontade de assistir UP!, já tinha comentado várias vezes e etc, já deviam estar de saco cheio desse papo. Para falar a verdade, no ônibus, a conversa que eu puxei é de como a Pixar esmaga a DreamWorks sem dó nem piedade, uma amiga discordou, mas ela gosta de High School Musical, então a opinião dela não vale ;P


   Fomos num cinema sem 3D (mas também, vocês já viram o preço de uma sessão 3D? Um roubo!) lá no Interlagos, que é um cineminha ruim pra c***** mas que dá pro gasto. Nem preciso falar que encheu a sala não é? Tudo criança (¬¬) e para prosseguir, vamos logo ao filme!


  Gente, me fala o que é aqueles 5 min depois da cena inicial, aquilo foi SEN-SA-CIO-NAL! Uma imagem vale mesmo mais que mil palavras, pois mesmo sem falar nada, a cena exprime um sentimento que pelamordedeus, casou perfeitamente com a trilha sonora. E que trilha sonora! Com certeza vai entrar na história das trilhas de filmes.





  E a história do filme, é um Pixar, ou seja, vocês poderão ver a viagem dos roteiristas na terra do LSD de sempre. Ou você acha que uma pessoa que bola uma história de uma casa que flutua com ajuda de balões, carregando um cachorro falante, um escoteiro, um pavão e um velho só para chegar na América do Sul coisa de gente sã? ;D


 Então, o filme é recomendadíssimo, mas eu não vou colocar estelinha, nota e etc, pois eu acho tudo isso muito subjetivo, ou seja, veja minha resenha (porca, mas tá valendo!) e veja se bate com seu gosto, simples assim! :D

6 de set de 2009

Bem, amigos do Grupo Tedarte!


  Olá, só estou fazendo esse post para exemplificar uma coisa: Desse post para cima serão as novas postagens e daqui para baixo... (Bah, eu preciso dizer mesmo?)

  Sabe aquela conhecida qualidade do Blog do Tedarte de outrora? Bem, esqueça ela, estamos comprometidos em postar em uma quantidade razoável, e não aquela vergonha que era antigamente, onde esse imaculado espaço era deixado às moscas. Então, prometemos trazer aqui as novidades e nossa visão sobre o teatro, cinema e tv. Palavra de Samuel Klein.

5 de set de 2009

Sem pesquisa, nada feito!

  Hello folks, nessa sexta eu fui na Siciliano do Shopping Metropolis de São Bernardo e comprei um livro chamado "Como Criar Personagens Inesquecíveis" da Editora Bossa Nova e de quebra ainda comprei outro, mas isso não vem ao caso!


  Uma das lições mais importantes desse livro é a importância da pesquisa dos personagens e do ambiente em que eles vivem! De acordo com o livro, criar personagens é uma coisa que já vem de você, mas que tem alguns aspectos que podem melhorar um roteiro e, por consequência, seus personagens. Sem a pesquisa, os personagens ficam muito esteriotipados, todos baseados nos extremos, isso é bom se você quiser fazer uma comédia, pois o que move uma comédia é o exagero. ao contrário, ficará o esteriótipo!


Pode não parecer, mais na maioria dos livros, a pesquisa toma mais tempo do que escrever o livro em si. Todo o texto fica mais realista se aquela situação que você escreveu no livro você já sentiu na pele, assim os personagens ficam mais reais e tem uma gama maior de possibilidade de situações.


  Por exemplo, se a única coisa que você conhece do Japão é o Yakissoba (detalhe: Yakissoba é comida chinesa), você não vai ser o mais indicado para escrever a vida de uma família em Tokio. Com certeza vai criar situações que já foram exploradas e vai cair no lugar-comum, o que vai tornar o texto desinteressante! E acreditem, ninguém quer ver um texto desinteressante, vão dormir no meio do filme, livro, peça, seja lá o que for!


  Daí fica a recomendação, esse livro é bom desde pra quem está começando até pra quem já é lobo velho na área de criar mundos próprios!

Teatro para Alguem: Um novo teatro

  Olá gente, prometi que ia parar com essa greve involuntária de posts e voilá, hoje iremos falar de um grupo de teatro meio diferente: Teatro para Alguém.


  Esse grupo digamos que tem uma proposta bem diferente da usual, ao contrário de você que tem que procurar lugar para 
encenarcolar cartazinho de divulgação da peça e arrumar muito tempo para escrever o roteiro e finalmente correr o risco de ninguém ir em sua peça, além da sua mãe e seu pai que com certeza vão achar a peça linda! Já esse grupo encenam em sua própria casa (mais especificamente na sala), gravam e colocam no YouTube e no site deles (que a propósito, achei feio pra caramba! Todo mundo achou inovador, eu só achei mal-feito :P) e uma vez por mês, eles fazem apresentações ao-vivo! Alguns autores emprestam seus textos para serem encenados pelo grupo, o que eu, pessoalmente acho que é uma p**** divulgação!

  A peça deles que eu assisti foi a peça "
Cansei de tomar Fanta!" que foi absurdamente bem-feita, dividida em três atos de cinco minutos cada um! A história se passa num bar de um teatro, onde duas pessoas, que estão num relacionamento aparentemente bom, começam uma briga que começa por causa de uma latinha de Fanta Laranja ( a qual eu não posso tomar, pois tenho alergia, por isso eu concordo com o cara do vídeo, a fanta tem mais corantes que a Coca!) e vai se desenrolando nesse meio-tempo dos três atos! Confiram aqui o primeiro.



  Por isso amiguinhos, aprendam, a internet 
não é uma "coisa do demo" que vai corromper o seu grupo, nem uma ferramenta maligna devoradora de criancinhas, é uma ferramenta que muitos grupos podiam usar paradivulgarem sua arte, e não uma coisa que vai te desviar do "caminho da luz". Esse grupo é um exemplo em que aliado com boa produção, a internet pode te fazer alcançar caminhos antes nunca podiam ser percorridos normalmente!

4 de set de 2009

Record e você, tudo a ver?

  Duas redes de televisão, várias características e rivalidades iguais. (imagine agora a musiquinha do Rocky, vai ser uma bela trilha sonora para esse artigo!) Nos ultimos anos a TV brasileira tem sido tecnologicamente abrangentes com a vinda da TV Digital (Nossa que divertido, ver o Faustão em HD :P), com isso as Redes de Televisão do Brasil passaram a ter cada vez mais concorrência no mundo telesivo, coisa que já é comum nos USA, por exemplo, onde várias tvs brigam rabo-a-rabo pela atenção do telespectador (NBC, ABC e CBS), mas não é comum em nosso país, onde como por exemplo a Rede Globo e a Rede Record , que mesmo brigando ainda tem uma grande diferença entre elas, em matéria de horário nobre, mas tem tido uma briga no mínimo interessante, Record X Globo (como as antigas brigas Globo X SBT e Globo X Manchete, que também foram igualmente interessantes!).


  Podemos dizer com muita clareza que a Record está caminhando cada vez mais para uma emissora de sucesso ( "À Caminho da Liderança", como ela já dizia) , com suas reportagens, programas de entretenimento, enfim, coisa que a Rede Globo mantêm padronizando muitos anos com os mesmos aspectos telesivos (o antigo modelinho feito pela Tv Excelsior, mas quem colhe os louros é a Globo), ou seja, estou farto de tanta repetição dos mesmos programas e reportagens da Globo.


  Até mesmo nas novelas, onde é a salvação da Globo que mantêm-a no Raking em 4º lugar das emissoras mais populares do mundo.


  Nessa briga de cachorro grande, muita gente está sendo concorrida! Até os tais globais estão resitindo às tentações de trabalhar na Record
Nada mais é do que a afinidade da Televisão Brasileira que iludem os telespectadores para a popularização e rendimento promissor (ou seja, tão te fazendo de ótário, mano!). Contudo, a decisão de escolher qual emissora deveremos assistir não repelem nenhuma justificativa para mostrar qual Rede de Televisão é a melhor, mas basta saber que a Realidade Telesiva do Brasil depende de cada um de nós brasileiro e saber que seja qual for a Rede de Televisão (afinal, se os brasileiros não existissem, quem iria assitir à tv, ratos?)


Texto original: Weberty Moreira

O Maravilhoso Mundo da Propaganda

  Eu acho o mundo da propaganda incrível, até pouco tempo atrás, meu sonho era ser publicitário, eu queria fazer propagandas, banners, campanhas e até virais da internet! Mas quando eu percebi que minha imaginação era porca demais para aparecer em Cannes, meu mundo caiu! (Eu juro que isso não é trocadilho com a música da Maysa!)

  Mas ainda admiro muito propagandas, mais precisamente virais! Aquele tipo que nunca sai de sua cabeça! E falando sobre propagandas chicletes ou aquelas bem feitas, fizemos um Top Five e um Top 2!

Top 2: Comercial- chiclete

2- Linha 1.0 Flex Fiat Fire

Isso acho que foi em 2005. Era impossível você falar um singelo "Tanto faz" sem ter algum retardado que começa a cantar: "Tanto faz, é você quem determina, tanto faz, vai de álcool ou gasolina"


1- Twix

É tiro certo, se você não tem nada pra falar de útil, fale "caramelo" que todo mundo
começa a dizer "biscoito" e "chocolate" até alguèm dizer chega!
Popout

Top 5 - Comerciais muito criativos IMHO*

5- O primeiro sutiã - Valisiere

Esse é um clássico da publicidade brasileira, que tornou uma marca desconhecida um sucesso com um comercial!


4- Pense em Mim - BomBril

O Conceito de garoto-propaganda em 1990 era de um homem másculo e que impunha o produto à você, mas quando um homem tímido e passivo (no bom sentido) aparece em uma propaganda o que acontece? Simplesmente o maior comercial de Washington Olivettom, e é claro o maior garoto-propaganda do Brasil.
3- Bonita Camisa, Fernandinho! USTOP

Se hoje chegarem em algum Fernando e falarem "Bonita Camisa, Fernandinho!" e começarem a rir, não se preocupem, não é que a camisa do Fernandinho tenha ficado feia e eles estavam de ironia pra cima do pobre do Fernandinho. Isso é uma expressão que veio do comercial n°3

2- Cofap
 Uma propaganda (ou uma série) que conseguiu a façanha de mudar o nome do Daschound para Cofap, só que não oficialmente, claro!

1- Faber Castell - Aquarela
 Simplesmente emocionante! Uma boa marca e um inesquecível comercial!
Bonus Gringo

A Cadburys (marca de chocolate) fez o impossível... saiu da mesmice de outros comerciais de chocolate, o que os dois tem a ver com chocolate? Não faço a mínima! Mas que funcionou! Funcionou!
Eyebrow Dance


Drum Gorilla


*IMHO= In my honest opinion!

Zohan: Análise







 Bem... esses dias eu vi o filme: Zohan, O agente bom de corte. Mesmo tendo visto em vários sites especializados em cinema que esse filme era grotesco, resolvi arriscar! (por que afinal, Adam Sandler não iria me decepcionar! :D)
 Podemos dizer que esse filme com certeza não seria imortalizado e vendido daqui à 25 anos em um box chamado "O Melhor de Adam Sandler", é um filme totalmente besteirol, e com certeza não é o melhor dele ( vejam "Tratamento de Choque", esse sim é muito bom!), mas não é de todo mal, o filme pode apostar em algumas piadinhas meio óbvias, mas ainda continua sendo engraçadinho (ou como a Hebe diria: Uma graxinha! ;D)




Sinopse: O filme é a história de um contra-terorista israelense que cansado de todo o conflito acaba querendo virar um cabelereiro em Nova York. Bem... não preciso dizer que o pai não gostou muito da idéia! Então ele fingiu sua morte e embarcou para a Big Apple para cortar cabelos...


+ Melhor do filme: A Central Hezbollah! Uma central telefõnica de terroristas, certamente foi a cena que eu mais gostei!


- Pior do filme: O humor fraco e óbvio e a tentativa de marketing horrível da Sony Ericsson no filme, é aquele tipo que de tão descarada chega a dar náuseas!


Veredicto: Se você estiver pretendendo ver uma obra-prima do cinema americano, esqueça Zohan, mas se quiser só se divertir, Go!


PS: Eu não sou crítico, essa é só a opinião de uma pessoa que viu o filme normalmente!

Precisamos de um Obama urgente!

 Bem, dia 20/01, Barack Hussein Obama tomou posse como 44º presidente norte-americano e como 1º negro nesse cargo. Isso vocês já devem saber de cor e salteado, mas isso vocês já sabem, e esse não é o assunto do nosso post!


  Só quero te fazer pensar: "Qual foi a última vez que você teve gosto de votar?". Bem... se você for mais velho com certeza diria que foi nas primeiras eleições diretas, mas pra quem é da nova geração de eleitores, votar sempre foi uma obrigação chata e maçante. Por que? Pois o Brasil já está cansado de ladroagem e acha que isso não pode mudar...
 Nos States, tem muita mais corrupção que aqui nas terras tupiniquins, lá é coisa de cachorro grande que faz o político brasileiro parecer um santo. Os USA estavam de cabeça cheia de Bush & Cia, daí chega Obama, bate de frente com a esposa de um ex-presidente, chamada de Hillary Clinton e competiu com McCain, que era da laia de Bush, e se não era, tinha a imagem muito ligada à dele. O povo foi às urnas como cachorro doido pra votar na mudança, e mudou.

 Mas o que tudo isso tem a ver com o Brasil? Aparentemente nada, mas eu desejaria, do fundo do meu ser, que a próxima eleição, a primeira que eu vou poder votar para Presidente, tivesse uma escolha decente e que alimente esperança, eu quero que o povo faça festa para a "coroação" de um novo Presidente, e que o povo fique orgulhoso de ter feito a escolha certa e saia de casa ciente de que ajudou a fazer a história pelo país, e não só apertou um botãozinho.



 Então nesse blog eu quero fazer um apelo à ala política nacional: Obama para Presidente!
Daí alguém me fala: "- O Obama já é presidente dos USA, tapado!", e eu respondo que não é isso, cara-pálida, só estou falando que precisamos de um Obama, mas pode ser você, o seu vizinho, o Seu Mauro do açougue, não importa, o que importa é que essa pessoa tenha fibra para botar tudo no lugar e acreditar tanto nesse país que mesmo eu, com minha pouca idade, já passei a desacreditar faz muito tempo, e para isso, não precisa ter raça nem grupo étnico específico, somente acreditar que como diz o slogan do Obama: Sim, nós podemos*!

* Não sei por que, mas eu gosto desse slogan, simples, rápido e ainda traz uma mensagem boa, muito melhor que aqueles jingles toscos das nossas eleições. Ainda estou tendo pesadelos com o slogan de um tal Davidson Rocha que tocava num alto-falante perto da minha casa, era de enjoar!

 PS1: Vejam e aprendam, marketeiros políticos do Brasil, é assim que se faz um comercial político decente!

Hoje tem marmelada... Infelizmente tem!

  Bem... todos já devem estar carecas de saber que o BBB, também conhecido como Big Brother Brasil estreou essa semana, um reality show que todo mundo já conhece que é sucesso no Brasil.

  Mas realmente, o que isso muda na minha vida? Bem, eu gostaria de dizer que nada, mas em toda conversa sempre vai ter alguem que vai comentar assim - Voce viu? A Josevalda brigou com o Creiton, foi maior baixaria, legal ne?- Isso acontece todo ano! E o pior, não há escapatoria!

 Vamos analizar bem... O jogo consiste em pessoas que supostamente nunca se viram (sei...), vão morar juntas em uma casa, onde elas são vigiadas 24h por cameras e que acontecem festas onde nascem as picuinhas, e elas vão crescendo até o barraco ficar armado. Enquanto isso, os cofres da Globo engordam mais e mais a cada discussao que acontece na casa. Mas a pior parte e que o Pedro Bial ainda tem A CARA DE PAU de chamar eles de guerreiros!!! Guerreiro é o escambau! A maioria do povo brasileiro rala, se esforça para ganhar seu suado dinheiro e sustentar sua familia enquanto esse bando de riquinhos (riquinhos sim, por acaso voce ja viu alguem que seja pobre ou feio na casa,? Não! Pois isso nao vende revista!) que não tem a maioria o mínimo de talento pra fazer m**** nenhuma , ou ganham o grande prêmio por não ter feito p**** nenhuma de útil pra sociedade ou vivem ai nos TV Fama da vida!

Pena que o Big Brother não é tao bom quanto o livro que originou essa expressao... :(

Só não entendo como uma coisa desinteressante como essa pode dar tanto o que falar! Ah! Esqueci, o povo escolheu a globo, isso é globalização! O mais triste de toda a história e que o povão ainda alimenta essa idiotice! Mas fazer o que...

TV Pirata


  Numa era, uma era muito remota, existia a TV, uma caixa mágica feita de troncos de bambu e folhas de bananeira, aonde as pessoas ainda achavam que as pessoas naquela caixa mágica eram pequenos duendes que estavam dentro daquela caixa fazendo folia. Era uma evolução, as pessoas podiam ver o jornal enquanto alimentavam seus brontossauros, e ainda mais, naqueles tempos, existia uma TV mais livre, onde mulheres podiam sair nuas em aberturas de novelas ou se transformando em areia em alguns efeitos rústicos ou nadando em rios do pantanal.
  Mais importante, o humor era livre, sem aquele policiamento que viria depois com a civilização, as pessoas não precisavam controlar suas piadas, se achava engraçado, soltava, sem medo de passar o programa para a meia-noite por causa da classificação indicativa, e nesse gênero existia um expoente: TV Pirata.
 Confesso, nem havia nascido nessa época, mas dá para se ver que a diferença é gritante, vejam...



 Imagina as duas últimas nas TV atual. Não consegue? Nem eu! E sabe o que piora? Esse programa era da Globo. Não preciso dizer mais nada, né?